Bem vindo ao The Myths of Legends

Esperamos que sua estadia seja proveitosa e que se divirta junto a dezenas de outros players que assim como você são fãs desta obra. Tenham um bom jogo.
Vista sua armadura, escolha seu reino e eleve seu cosmo pois a batalha aqui nunca tem fim.

FP - Hades

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

FP - Hades

Mensagem por Hades em Sab Jan 09, 2016 8:36 pm


"If the world is going to reject me, then I shall reject the world."



Ficha de Personagem



Nome : Hades, Imperador do Inferno. Nascido Anders Vilnius em sua encarnação atual
Sexo : Masculino
Idade : 19 anos
Veste : Kamui de Hades
País que Nasceu : Vilnius/Lituânia




Características físicas: Hades possui cabelos negros desarrumados e curtos. No alto de sua cabeça, uma pequena "ponta" a partir de uns poucos fios soltos se forma, o que passa a vaga impressão que o Imperador é ligeiramente mais alto do que realmente é. Seu corpo é bem proporcionado, sem nenhuma marca ou cicatriz que se saiba.
 Os olhos do deus são completamente negros, embora se acendam com um brilho vermelho quando o deus está furioso e fiquem completamente vermelhos se sua ira chega a níveis extremos. Quanto à sua veztimenta, Hades sempre usa um manto negro com uma "semicapa" branca a envolvê-lo, tudo adornado com detalhes dourados. O deus ainda usa um pequeno colar com um pingente que lembra um espelho no pescoço. Não raro, é visto lendo livros ou com livrosem suas mãos. Vide spoiler.
Spoiler:



Características psicológicas:
Hades possui várias facetas, sendo que a mais comum é a de sedutor, manipulador, hedonista,  e até sarcástico. Em suma, um político. O Imperador prefere usar a diplomacia ao invés da força para sbjugar seus inimigos, estando aberto para acordo com inimigos milenares (leia-se Athena).
Contudo, outro lado de Hades se manifesta quando este se encontra furioso: então o deus se torna frio, impiedoso, cruel e implacável. É essa a face que os espectros se veem obrigados a encarar quando o Imperador está furioso; e poucos sobreviveram para contar a história. Porém, não importa como, Hades reina sobre o Inferno com mãos-de-ferro.
 Porém, nem o hedonista suave e "frugal" nem o governante implacável são de fato uma representação fiel de Hades: em verdade, o deus é extremamente triste e solitário, movendo uma vendetta contra Athena uma vez que a única pessoa "que me aceitava num mundo que me rejeitou" foi morta num ataque dos Cavaleiros de Ouro, tendo Hades como alvo. Por isso, seja pela diplomacia, seja pela guerra, Hades quer tomar o mundo, que é o bem mais precioso de Athena, para que a deusa saiba o que ele sofreu quando Hades perdeu o que era mais precioso para ele.



História:

 Fora seu nome, Hades não se lembrava de nada sobre a sua encarnação atual.

 Anders Vilnius.

Pelo visto, um bastardo lituano qualquer. Sem nome. Sem família. Sem ego...

 Sem passado.

 Tudo foi bem até aí. O renascer de seus espectros ocorria a um ritmo bom, satisfatório até, com o deus se lembrando de cada história: fracos querendo poder, fortes querendo um líder e espertos querendo manobrar o líder, quando era o deus que os controlava. Hm. Cada estrela, renascendo e retomando o seu lugar no céu...

 Porém, certo dia Hades fez um anúncio, a todo o Inferno: Nao haveria uma Guerra Santa naquela geração. Eles passariam tempos de paz. Qualquer um que quebrasse essa paz autoestabelecida pelo Inferno responderia diretamente ao Imperador.

 E todas as Estrelas Maléficas se questionaram pelo motivo que levou Hades a tal comportamento. Tal motivo tinha um nome e era... Charlotte Pottier. Uma jovem nascida na França e que encontrou o Imperador por engano. Ambos então começaram a conversar... e como falaram! Ela sondava cada palavra de Hades, e quando ele achava que encontrou o ponto-chave... ela mudava de assunto, como o mar calmo que é então agitado pelo vento.

 Ao fim do dia, ele estava viciado nela. Não queria voltar à solidão da Giudecca nem deixá-la ir... combinaram de se encontrar novamente. E de novo e de novo até o dia depois do fim dos tempos. Uma promessa que nenhum queria quebrar.

 E assim foi até que veio o dia. Charlotte prometeu que o levaria para um passeio na floresta e ela iria fazer isso mesmo que o arrastasse para tal. Sendo filha do duque de Pottier, ela conhecia aquela propriedade muito bem. Tinha um lago que ela queria levá-lo para ver. Quando estivessem na "hora mágica", ele veria a segunda cena mais linda do mundo para ela.

 Pararam numa clareira. Era um campo aberto mais ou menos circular, com uns vinte metros de diâmetro, fácil fácil. O deus a encarou.

 - Segunda cena...?

 - Sim - ela respondeu - porque a mais bonita é ver você sorrindo...

 Hades estava desarmado. Não esperava que ela dissesse aquilo. Certo, ele queria gritar aos quatro cantos do mundo que a amava mais que tudo, mas não tinha a coragem para tal... ainda. E ele nem sabe como foi se aproximando dela... os narizes de ambos se tocaram... os olhos se fecharam... e o beijo aconteceu.

 Naquele momento, Hades nunca se sentiu tão feliz em nenhuma de suas encarnações... porém as Moiras são cruéis. Ele ainda estava anestesiado de felicidade para notar que... segurava um corpo inanimado em suas mãos. Ao seu redor, vários cavaleiros de Prata e Bronze apareciam, todos sorrindo. Uma emboscada. E ele era o alvo. Charlotte fora morta por aqueles crápulas e ele ainda estava vivo.

 A ira do Monarca dos Mortos foi intensa e rápida. As chamas negras do deus devoraram tudo num raio de metros, quilômetros... até não restar nada do país que um dia se chamou orgulhosamente de França. E, pela ira que ainda queimava dentro de si, Hades poderia devorar a Europa com suas chamas e ele ainda não estaria satisfeito.

 Com a ira preenchendo as suas veias como adrenalina, o deus mandou uma mensagem telepática para Pandora: "Prepare as hostes. A Guerra Santa começa agora". Então sua atenção se voltou para Charlotte. Seu corpo, oh deuses, tão pequeno, tão pequeno que era!! E ela morreu de olhos abertos... morreu com medo por ele. O coração do deus falhou uma batida.

 Hades preparou tudo segundo os antigos ritos. Radamanto, Minos e Éaco tinham ordens de mandá-la para o Elíseo tão logo a avistassem. E foi assim que Hades incendiou a pira gigantesca de Charlotte, sepultando, junto com ela, tudo o que poderia haver de bom em si.

 "Uma pessoa me aceitou, Mundo... quando todos me rejetiavam. Agora, ela está morta. E o Mundo me rejeita." Lágrimas involuntárias escorreram pelo rosto do deus. "Mas chega disso. Se é assim que querem, assim o farei. Se o Mundo  me rejeita... então eu rejeitarei o Mundo."
avatar
Hades
Deuses
Deuses


Código do Santo
LV: 1
HP:
2000/2000  (2000/2000)
Cosmo:
2000/2000  (2000/2000)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FP - Hades

Mensagem por Storyteller em Sab Jan 09, 2016 9:07 pm

Boas descrições. Não cansativas de se ler muito menos, de entender. 
A história tem um leve reviravolta, o post ficou muito bom, expõe o sentimento que vive na carapaça de Hades, isso se vê nos mitos até, mas reticências seguidas por letras minúsculas ou este excesso de pontos ao invés de ter só uma parada, pode atrapalhar as vezes. A sensação nas poucas palavras o fará ser aprovado. Espero ver esse mesmo sentimento mesmo que possa ser ruim, com seus súditos. 
bem vindo ♥ 

Storyteller


Código do Santo
LV: 0
HP:
1000/1000  (1000/1000)
Cosmo:
1000/1000  (1000/1000)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum